Avanço nacional em pesquisa sobre tuberculose


1

O enriquecimento da pesquisa em tuberculose no país teve novo e importante avanço com a aprovação, em junho, por especialistas da Pesquisa Regional Prospectiva e Observacional em Tuberculose (Report) do biorrepositório da Fundação José Silveira (FJS) em Salvador, na Bahia. É um projeto inédito para combater a tuberculose com a finalidade de coletar informações sobre a cura entre os pacientes e a ocorrência da tuberculose ativa entre pessoas que têm contato direto com eles.

Instituição privada e de utilidade pública, sem fins lucrativos, a FJS tem natureza científico-cultural e trabalha pela responsabilidade social, para a promoção da qualidade de vida dos cidadãos em situação de maior vulnerabilidade. Promove ações de saúde e socioambientais para as comunidades de Salvador e de municípios do interior da Bahia, além de ser uma referência no Nordeste.

O Laboratório de Microbacteriologia da FJS teve o diagnóstico de tuberculose 100% aprovado pelo College of American Pathologists, sociedade médica para fornecimento de programas de melhoria da qualidade de laboratório. Agora com o biorrepositório baiano, centralizará as amostras dos centros nacionais ligados ao projeto Report, lançado em maio de 2014 para estudar a evolução da tuberculose e formas eficazes de combatê-la.

O biorrepositório é responsável pelo armazenamento e gerenciamento de amostras de diversos tipos de materiais humanos: tecidos, sangue, material genético, entre outros, de acordo com normas e padrões nacionais e internacionais. Aproveita-se os materiais  em pesquisas específicas.