Centro de Ação Social


Centro de referência TB/ HIV/Aids e tabagismo para organizações comunitárias e estudantes

A Fundação Ataulpho de Paiva planeja criar, em 2013, o Centro de Ação Social FAP, um centro de referência em tuberculose, coinfecção tuberculose e HIV/Aids, tabagismo e mobilização social. A unidade será voltada, originalmente, para ativistas e organizações sociais e de base comunitária, além de estudantes, interessados pela temática, pesquisadores e profissionais afins. O objetivo é promover ações em saúde preventiva e promoção social em comunidades de baixa renda.

O Centro será mantido com recursos próprios da Fundação, através de parcerias e convênios com instituições públicas e privadas.

A proposta prevê a criação de um espaço comunitário com acesso à internet para pesquisas e apoio às ações comunitárias, na sede do Centro de Ação Social. A unidade disponibilizará ainda de auditório com infraestrutura para a realização de seminários, cursos e outros eventos pertinentes à saúde e cidadania.

No espaço, haverá atividades para o desenvolvimento de capacitações e oficinas temáticas sobre temas de interesse coletivo, dirigidas às lideranças comunitárias e estudantes universitários, além de apoio institucional e gerencial às ações de promoção da saúde e desenvolvimento sustentável.

A FAP se compromete, ainda, com o incentivo às ações integradas entre atores comunitários, universidades, empresas e instâncias governamentais, cujo produto resulte em melhoria da qualidade dos serviços oferecidos às populações mais vulneráveis.

Atividades previstas para 2013:

Acolhimento das ações do Fórum ONGs Tuberculose do Estado do Rio de Janeiro, em particular as reuniões ordinárias do coletivo.
Acolhimento das diferentes instâncias de interlocução entre movimento social de tuberculose e HIV/Aids, gestores e academia – a exemplo do GT Tuberculose e Aids (SES/RJ) – Comissão Estadual de Aids e Tuberculose, entre outras.
Realização de oficinas de sensibilização e mobilização para diferentes atores sociais na área da saúde preventiva com foco nas questões de tuberculose, HIV/Aids, hepatites virais, diabetes e tabagismo.
Realização de oficinas de sensibilização, mobilização e, quando necessário, capacitações específicas, para funcionários da FAP, Vila Rosário e Preventório de Paquetá.
Participação e colaboração no processo de planejamento e desenvolvimento das ações anuais da CIPAT.
Desenvolvimento de materiais educativos de apoio às ações de sensibilização, mobilização e capacitação nas áreas temáticas de ação da central.
Organização e disponibilização de acesso a um “centro de documentação” de materiais impressos e digitais sobre as áreas de atuação da Central FAP.
Participação no planejamento e desenvolvimento das ações alusivas ao Dia Mundial de Luta Contra a Tuberculose (24 de março) e Dia Estadual de Luta Contra a Tuberculose (6 de agosto).
Ampliação e fortalecimento das ações comunitárias em prevenção à tuberculose através de projeto em fase de captação de recursos junto ao Tesouro Nacional, em fase da negociação.